sábado, 9 de julho de 2011

Ressurreição

Voltei. Tive uma longa recaída à inteligência, mas estou disposta a largar as drogas: os livros, os discos e os filmes europeus. Marquei hora no salão. Segunda-feira sem falta. Praticamente não sou mais loira. E o espelho vinha guiando menos maquiagem que análises sociológicas sobre o mundo pós-contemporâneo.

Escrevo da Chapada dos Veadeiros (GO), em um bloquinho de papel reciclado (resquícios de Pati com "i"), no alpendre do Bar do Pelé. De repente, Marvin Gaye canta "Let's get it on"... Olho as mesas ao lado em busca de alvos. Uma delas me chama a atenção. Seis homens e uma garota que não pára de falar. Sete pseudo-cults (ver postagem de 01/03/2007) discutem o neo-coronelismo brasileiro. Sábado, 23h, Vila de São Jorge com céu estrelado... Citaram Jader Barbalho. Meu Deus, onde estão os maconheiros sequelados deste lugar? E eu que não acreditava em apocalipse...

Então, brindo à superficialidade. Só quero pensar em qual bikini vou usar amanhã na cachoeira. Depende da marquinha de bronzeado que quero levar de volta pra casa. Acho aquela fininha mais sexy. Hummm... deve ser o preto de cortininha então, com cordão branco de listras vermelhas.

ARRASAREI.

.